Formação e capacitação dos profissionais de saúde são fundamentais para acompanhar os avanços da telemedicina

Artigo Formação e capacitação dos profissionais de saúde são fundamentais para acompanhar os avanços da telemedicina
Data:

17/09/2021

Para o presidente da ABTms, Luiz Ary Messina, as novas tecnologias vão exigir mais conhecimento dos que atuam na saúde para competir e fazer uso das facilidades digitais

O Global Summit Telemedicine & Digital Health (GS 2021) – o maior e mais relevante encontro sobre telemedicina e saúde digital da América Latina – terá sua terceira edição realizada de 9 a 12 de novembro, com o tema central “Transformação digital a serviço da vida”. Um dos destaques de sua programação serão os painéis nacionais, promovidos pelas entidades apoiadoras do evento.

A Associação Brasileira de Telemedicina e Telessaúde (ABTms), mais uma vez, estará no Global Summit, ressaltando a importância da formação acadêmica e da  capacitação dos profissionais de saúde para acompanhar os avanços trazidos pela telemedicina, telessaúde e saúde digital.

“A missão e objetivos da ABTms sempre foi promover o intercâmbio de conhecimento e experiências entre as entidades públicas e privadas, comunidade técnico-científica e organismos internacionais atuantes no âmbito da telemedicina e telessaúde. Há 20 anos, fomentamos a disseminação de boas práticas e o fortalecimento do ensino e da pesquisa em prol de toda a sociedade brasileira. Temos nos aproximados dos Conselhos Federais das 14 profissões da saúde, das universidades e das ligas estudantis para mostrar a nossa visão de futuro, ao olhar para a inserção da saúde digital e para a evolução da prática da telemedicina e da telessaúde”,  explica Luiz Ary Messina, presidente da ABTms.

No desenvolvimento de suas atividades, comenta Messina, a Associação tem congregado médicos, profissionais da saúde e outros, bem como entidades e organizações de qualquer natureza jurídica, que se interessam pela telemedicina e telessaúde; proposto, analisado e estimulado normas técnicas, éticas e profissionais nessas práticas, junto aos órgãos competentes de direito, a fim de facilitar e aprimorar a prática da saúde digital no Brasil e no exterior; por meio do estímulo de pesquisas, estudos, cursos para o público em geral, de pós-graduação e de extensão universitária, programas de educação continuada para todos os tipos de profissionais em telemedicina e telessaúde.

“Nesse período de 2020 e 2021, a linha de atuação da ABTms se intensificou no foco junto aos alunos, com a realização de reuniões, conferências e webinares, com a preocupação de que a telemedicina, a telessaúde e suas práticas, conceitos e visões do que vem por aí na saúde digital possam impactar na vida dos estudantes, em suas carreiras e de todos os profissionais da saúde. Nossa atuação tem sido na formação acadêmica e na capacitação dos profissionais da saúde, que são fundamentais. Vamos levar isso ao Global Summit”, ressalta o presidente da entidade.

O Global Summit Telemedicine & Digital Health –  promovido pela Associação Paulista de Medicina (APM), em parceria com o Transamerica Expo Center – é reconhecido por seu programa científico muito rico e de alto nível em conteúdo e experiências, e na edição 2021 irá proporcionar o encontro com os maiores players e especialistas em mais de 100 horas de evento, com conteúdo exclusivo; cerca de 200 palestrantes internacionais e nacionais, que apresentarão seus conhecimentos, experiências e visões, em conferências, painéis, palestras e salas de negócios, em um formato 100% digital.

O Painel Nacional da ABTms no GS 2021 contará com participação de: Alexandra Maria Monteiro Grisolia, professora doutora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e diretora científica da ABTms, que vai abordar a “Formação de pessoas e bioética para a telessaúde: ciclo profissional ABTms e o mestrado telessaúde UERJ”; Chao Lung Wen, professor associado e chefe da disciplina de Telemedicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), que debaterá “Telemedicina de Logística e formação médica”; Gustavo Fraga, professor associado do Departamento de Cirurgia do Trauma da Faculdade de Medicina da Universidade de Campinas (Unicamp), que vai tratar das “Ligas acadêmicas em telessaúde e inovação”; e Luiz Ary Messina, coordenador nacional da Rede Universitária de Telemedicina da Rute/RNP e presidente da ABTms, que vai apresentar as “Atividades da ABTms e visão futura”.

“O Global Summit é um evento importante, promovido pela APM, congregando uma grande quantidade de médicos e empresas para o debate, o que é muito relevante  para a área da saúde como um todo e para a ABTms, para que possamos contribuir para o avanço da telemedicina, da telessaúde e da saúde digital”, destaca Messina.

O presidente da ABTms ainda salienta que a transformação digital está afetando a todos e é uma necessidade que o Brasil, por suas dimensões continentais, entenda que a telemedicina, a telessaúde e saúde digital vieram para ficar.

“Todos os profissionais de saúde terão de se adaptar e entender que a prática de muitas dessas linhas de pesquisa, como internet das coisas e inteligência artificial, vão exigir muito mais conhecimento para poder competir, ter sua prática mais bem aproveitada e fazer o melhor uso das novas facilidades digitais”, afirma Messina.

Confira a programação da 3ª edição do Global Summit Telemedicine & Digital Health no site do evento.

Newsletter

Inscreva-se e acompanhe as novidades sobre o Global Summit Telemedicine & Digital Health 2021.